Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
3/07/23 às 14h52 - Atualizado em 26/07/23 às 15h00

Programa Jovem Candango abre as portas do mercado para adolescentes

 

Enquanto muitos de seus amigos se dedicam ao lazer depois das aulas matinais, Geovana Moura tem outros planos. Desde os 14 anos, ela aproveita a tarde para viver a primeira experiência profissional. É no protocolo da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL) que a jovem aprende e trabalha todos os dias, uma oportunidade que não só garante vantagens na disputa por uma vaga no mercado, como também ajuda no crescimento pessoal e financeiro.

 

‌A adolescente, hoje com 16 anos, é uma das 1.400 selecionadas da edição de 2021 do Jovem Candango. O programa permite que jovens de 14 a 18 anos em situação de vulnerabilidade conquistem a primeira vivência profissional. O contrato de trabalho é válido por dois anos – no caso de Geovana, termina no próximo mês de agosto.

 

‌“Somos só eu e minha mãe lá em casa. Então, com o dinheiro que ganho, faço questão de ajudar no pagamento das contas”, afirma Geovana. “Sei que, se eu não trabalhasse, minha mãe daria um jeito de pagar tudo sozinha. Mas meu salário dá uma boa ajuda. Fora que eu aprendo a ser mais responsável e comprometida. E certamente terei vantagem na busca por um emprego por já ter experiência.”

 

O programa Jovem Candango está com matrículas abertas até o dia 23 deste mês para contratação de 1,8 mil adolescentes. Segundo o secretário da Família e Juventude, Rodrigo Delmasso, o processo seletivo, aberto em 26 de junho, teve mais de 2 mil inscrições já nas primeiras 48 horas.

 

‌“Para participar da seleção, basta estar inscrito no Cadastro Único. Reservamos 40% das vagas para pessoas com deficiência, jovens do sistema socioeducativo, vítimas de abusos sexuais atendidas pelo programa Vira Vida, órfãos de mães vítimas de feminicídio e participantes de projetos desenvolvidos pelos centros de juventude do Distrito Federal”, informa Delmasso. “Os outros 60% são destinados à ampla concorrência.”

 

‌Os selecionados trabalham quatro horas por dia, durante o contraturno escolar, no apoio administrativo aos órgãos públicos do DF. Os jovens recebem uniforme, bolsa de R$ 619,99, auxílio alimentação no valor de R$ 220, vale-transporte, seguro de vida, 13° e férias. Além disso, os adolescentes participam de um curso que complementa a formação profissional.

 

Fique de olho nas etapas do processo seletivo do programa Jovem Candango.

‌→ 23/7: encerramento das inscrições

→ 1º de agosto: divulgação da lista dos classificados

→ 1º a 5 de agosto: convocação dos aprovados

→ 7 a 18 de agosto: entrega de documentação e reconvocação dos aprovados

→ 23 de agosto: contratação da primeira turma de aprovados.